Blog

“Busca por aprender e a aprimorar foi fundamental para reconhecimento”, diz melhor de Minas Gerais

Providens conta como devolutiva do Prêmio ajudou ONG a conquistar o destaque em 2021

A história da Providens – Ação Social Arquidiocesana com o Prêmio Melhores ONGs começou em 2018, quando o Projeto Providência, que é uma de suas ações, foi destaque. Em 2019, a organização foi reconhecida na lista das 100 e, em 2021, ganhou destaque como a melhor de Minas Gerais. Para saber mais sobre os desafios e aprendizados ao longo dos 70 anos de atuação do projeto, conversamos com a sua diretora-geral, Fernanda Flaviana Martins.

O que vocês acreditam que foi fundamental para que a sua ONG fosse destaque no estado? Acreditamos que nosso compromisso com a transformação social foi fundamental para esse reconhecimento, bem como estarmos abertos para aprender. Apesar de termos conseguido nos destacar nos anos anteriores, em 2020, não fomos selecionados. Isso nos impulsionou a querer aprender mais e aprimorar nosso trabalho. A partir do feedback recebido, fizemos um levantamento do que precisava ser aperfeiçoado na gestão da Providens e buscamos aprender com as ONGs que se destacaram naquele ano. Acreditamos que essa busca por aprender e aprimorar foi fundamental para o reconhecimento no ano de 2021. 

Quais são os principais desafios locais e como vocês acham que a sua organização contribui para minimizá-los? Como trabalhamos com pessoas em vulnerabilidade social, cada dia é um desafio diferente e cada público atendido tem sua particularidade. Para minimizar esses desafios, além do compromisso e dedicação para o desenvolvimento de um trabalho de qualidade com nosso público, acreditamos que podemos colaborar para uma sociedade mais justa e melhor para todos por meio da incidência política. 

A Providens está presente em todos os Conselhos de defesa de direitos do município e em diversos fóruns de Belo Horizonte. Dentre eles, podemos destacar o Confoco-BH (Conselho Municipal de Fomento e Colaboração de Belo Horizonte), que tem o objetivo de propor e apoiar políticas e ações voltadas ao fortalecimento das relações de parceria das Organizações da Sociedade Civil com a administração pública municipal. É essa participação social e política que transforma nossa vontade em algo concreto. 

Como o Prêmio foi recebido aí e como ele tem feito diferença no trabalho? O Prêmio foi recebido com muita alegria e seriedade por todos, pois é o reconhecimento de um trabalho compromissado com a transformação social. Mobilizamos toda nossa equipe de colaboradores, os parceiros, voluntários, bem como as pessoas atendidas em nossos projetos sociais, para acompanhar a premiação. Foi uma festa saber que fomos escolhidos como a Melhor ONG do estado de Minas Gerais. A notícia do Prêmio chegou como um presente para nós da Providens, pois marca o início do ano de preparação para a comemoração dos 70 anos da Ação Social Arquidiocesana em Belo Horizonte. 

Qual é o maior sonho de vocês para 2022? O que já está sendo feito para conquistá-lo? Nosso maior sonho é poder aprimorar cada vez mais nosso trabalho, focado nas famílias e pessoas que atendemos. Também queremos muito continuar entre as Melhores ONGs do Brasil em 2022. Para isso, nos empenhamos para garantir a qualidade do atendimento e melhorar mais nossa transparência e gestão social.  

O que os motiva a continuar o trabalho?  O que nos motiva a continuar esse trabalho é ver o impacto social que ele traz, pois podemos ver a mudança na vida dos nossos atendidos. Acreditamos que somos como uma ponte para que o público que atendemos consiga avançar e seguir em frente, ao abrirmos um caminho para vidas mais dignas. 

Foto: divulgação/ Providens

Veja também: