Blog

“Se não posso fazer tudo o que devo, devo ao menos fazer tudo o que posso” é lema de melhor de São Paulo

Amigos do Bem também foi a melhor do Brasil em 2020. Saiba mais sobre esse trabalho

Transformando vidas no sertão de Alagoas, de Pernambuco e do Ceará desde 1993, a Amigos do Bem foi a melhor ONG de São Paulo em 2021. Em 2020, também ganhou o destaque máximo: a melhor ONG do Brasil. Conversamos com André de Luca, seu diretor geral, sobre as motivações e desafios do trabalho.

O que vocês acreditam que foi fundamental para que a sua ONG fosse destaque no estado? A busca constante por excelência e melhorias foi fundamental para conquistarmos novamente o Prêmio. Olhamos sempre para o que possamos fazer mais e melhor nas próximas ações.

Quais são os principais desafios locais e como vocês acham que a sua organização contribui para minimizá-los? Enfrentamos os mais diversos desafios, mas o mais recente foi durante a pandemia, onde dobramos o número de famílias atendidas pelo projeto e não ficamos restritos apenas nesse período. Tomamos a iniciativa de continuar atendendo a essas pessoas, totalizando em 150 mil famílias. Para isso, vamos adaptar recursos e logística e realizar tudo com muito amor.

Como o Prêmio foi recebido aí e como ele tem feito diferença no trabalho? Recebemos o prêmio com muita alegria e entusiasmo, mas ao mesmo tempo, nos traz ainda mais o senso de responsabilidade por sermos vistos como referência no setor. Seguimos cuidando para que todos os recursos que cheguem sejam tratados com muito amor e eficiência.

Qual é o maior sonho de vocês para 2022? O que já está sendo feito para conquistá-lo? Nosso maior sonho é que o projeto torne-se uma referência global e que o modelo de desenvolvimento social sustentável que o Amigos do Bem criou e é pioneiro, possa inspirar outras iniciativas e pessoas.

O que os motiva a continuar o trabalho? Cremos que a miséria deva ser lembrada como fato histórico e cabe a cada um de nós nos movimentarmos para combater essa realidade vivida por muitas famílias. Nossa maior motivação é o nosso lema: “Se não posso fazer tudo que devo, devo ao menos fazer tudo que posso”. De alguma forma, cada um de nós pode ajudar o próximo e queremos levar essa mensagem ao maior número possível de pessoas.

Foto: divulgação/ Amigos do Bem

Veja também: