Blog

Histórias de gente como a gente

Saiba mais sobre o trabalho, os desafios e os planos do Lar Sírio, uma das 100 melhores ONGs do país

O Lar Sírio Pró-Infância é uma instituição de impacto socioeducacional que atua há 98 anos pelo enfrentamento das desigualdades e atende, atualmente, mais de mil crianças, jovens e seus familiares. A organização também está na lista de 2020 como uma das 100 melhores do Brasil e quem respondeu às tradicionais perguntas do nosso blog hoje foi a sua superintendente, Elaine Bueno. Boa leitura!

Qual é a história que deu origem à ONG? O Lar tem muita história pra contar! Inicialmente foi uma história de grande fraternidade, de uma coletividade em situação de refúgio vinda da Síria e que quis retribuir ao Brasil a acolhida da nossa pátria quando de suas imigrações. Acolheram, a princípio, 5 órfãos no antigo Orphanato Syrio, em meio ao matagal do antigo Tatuapé. De lá pra cá, em 98 anos, o Lar vivenciou muitas outras histórias de superação, das importantes vidas de crianças abrigadas na instituição. Sem contar as muitas histórias de idas e vindas de uma equipe de trabalhadores sociais simplesmente incrível e amorosa, que a partir de aprendizados, gratidão, fortalecimentos de vínculos enfrentam tantas desigualdades. Enfim, histórias de gente como a gente… de choros, de suspiros, de alertas, de empatia, de reflexões, mas sempre de tamanhas alegrias com os visíveis impactos sociais alcançados.

Qual é o maior desafio de gestão que vocês têm hoje? O maior desafio da gestão hoje é profissionalizar as atividades dos trabalhadores e processos cotidianos na perspectiva de um planejamento estratégico voltado para o terceiro setor, de forma que mais empresas possam priorizar e realizar investimentos sociais, tendo em vista uma visão de valor compartilhado com resultados de transformação para toda sociedade.

Conta pra gente o maior orgulho do trabalho ou uma história de voluntariado? O maior orgulho é atuar para uma visão de se tornar referência até 2023 na área da Assistência Social, replicando as tecnologias sociais desenvolvidas e aplicadas na instituição, contribuindo com a ampliação em todo território de um serviço que Acolhe, Acompanha e Autonomiza famílias vulneráveis. Para esse trabalho, o Lar conta com o engajamento da sociedade civil voluntária, prioritariamente do entorno e da coletividade síria ainda muito atuante.

No sentido da retribuição, que originou a fundação da instituição, salientamos a história de um menino, que chegou aqui aos 3 anos, deixado por sua mãe fragilizada pelas circunstâncias da vida que a colocaram no risco social, mas que acreditou que esse Lar daria uma condição de vida digna ao seu filho. Esse menino, assim como tantos outros, viveu aqui, cresceu em estatura e fé e, 20 anos depois, conquistou por mérito e trabalha como funcionário na área administrativa do Lar Sírio, está na faculdade e busca no seu dia a dia fazer a diferença no desenvolvimento de outras crianças entregando de si o que construiu de melhor enquanto ser verdadeiramente humano.

Foto: Lar Sírio/ divulgação

Veja também: