Blog

Saiba como ONG conseguiu passar de 16 para 36.000 jovens atendidos

Instituto Reciclar, uma das 100 melhores de 2020, conta como expandiu atuação ao longo dos anos e o que faz para que o trabalho não pare de crescer

Ampliar a visão dos jovens sobre vocação, habilidades e interesses e conectá-los às tendências do mundo do trabalho e da vida em sociedade. É com isso em vista que o Instituto Reciclar trabalha, há mais de 25 anos, transformando a vida de centenas jovens, rompendo o ciclo vicioso da baixa educação > empregabilidade precária > risco social > baixa educação (…). Quem conta um pouco sobre esse trabalho hoje é a Bruna Du Plessis, responsável pelo Desenvolvimento Institucional da ONG que, em 2020, foi reconhecida como uma das 100 melhores do Brasil. Boa leitura!

Qual é a história que deu origem à ONG? Em 1995, um grupo de executivos uniu-se em prol de um ideal comum: realizar um programa transformador que fosse economicamente viável, socialmente justo e ambientalmente correto. Dessa combinação nasceu o Instituto Reciclar, organização sem fins lucrativos que atende jovens em situação de vulnerabilidade e de risco social, tendo como princípios o desenvolvimento de competências socioemocionais, habilidades profissionais e conhecimentos técnicos que possibilitem sua inserção no mercado de trabalho e a construção de uma trajetória de vida pautada pelo protagonismo e por uma atuação positiva e responsável na sociedade.

Anualmente, o Reciclar atende jovens no contraturno da rede pública de ensino, preparando-os para empreender em suas vidas, no trabalho, família e comunidade, transmitindo valores e ampliando a visão sobre vocação, competências, habilidades e interesses. A organização também atua como catalisador de conhecimento por meio do compartilhamento de sua expertise técnica em diversas áreas do saber educacional, possibilitando que outros agentes proporcionem a inclusão produtiva de jovens através da replicação das tecnologias sociais do Instituto.

Qual é o maior desafio de gestão que vocês têm hoje? E os planos para esse ano e próximo? O Instituto Reciclar está passando por um importante momento de expansão de sua atuação, trazendo novos desafios para a gestão da organização. A partir do segundo semestre de 2021, o Reciclar está formando 900 educadores da rede pública municipal de São Paulo, em uma parceria com a Secretaria Municipal de Educação que perdurará até 2024. Através do programa de formação continuada de professores, o Instituto Reciclar influenciará diretamente a política pública educacional da cidade de São Paulo, apoiando os professores na implementação de conteúdos vinculados às competências 4 e 5 da BNCC. Com essa nova frente, denominada Apoio à Educação Pública, o Reciclar passa a impactar 36.000 jovens através da replicação de sua expertise.

O Instituto Reciclar também está replicando sua tecnologia social de desenvolvimento de habilidades socioemocionais e competências técnicas para o mundo do trabalho através do seu Programa de Mentoria. Em 2021, em parceria com o Grupo +Unidos e a Access E2C, 150 jovens negros e indígenas das cinco regiões do Brasil estão sendo beneficiados pelo Programa de Mentoria do Reciclar, que conta com trilha de sessões personalizada e plataforma de suporte desenvolvida pelo Instituto, a Mentú. Para os próximos anos, planejamos expandir ainda mais o Programa de Mentoria, através de novas parcerias, aumentando o impacto da organização.

Conta pra gente o maior orgulho do trabalho? O Instituto Reciclar começou em 1995 com uma turma de 16 jovens do bairro do Jaguaré. Hoje, 26 anos depois, a organização cresceu e impacta 36.000 jovens das cinco regiões do Brasil, influenciando diretamente políticas públicas de educação. Essa evolução da organização traz orgulho e também inspiração, para continuar crescendo e expandindo cada vez mais nosso impacto, em prol da construção de um país mais justo e com mais oportunidades para todos.

Veja também: