Blog

“Gestão precisa ser diversa, inclusiva, transparente e multicultural”, diz melhor ONG de meio ambiente do Brasil

Idesam atua há mais de 15 anos na Amazônia. Conheça os desafios e saiba como a organização está se preparando para enfrentá-los, de olho no futuro

O Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (Idesam) é uma das organizações não governamentais mais relevantes do Brasil, se destacando aqui e lá fora por sua atuação junto a produtores rurais, comunidades tradicionais, ribeirinhas e indígenas em 10 municípios da região da Amazônia. Em 2020, a instituição foi reconhecida como uma das 100 melhores ONGs do Brasil, a melhor em sua área de atuação, Meio Ambiente, e também a melhor da região Norte. A entrevistada de hoje é a diretora executiva do Idesam, Paola Bleicker. Boa leitura!

Qual é a história que deu origem à ONG? O Idesam “nasceu” da inquietude do engenheiro florestal recém-formado, Mariano Cenamo, que recebeu uma carta de recomendação do ex-professor e um convite para abandonar o mestrado e criar uma ONG em Manaus. O Idesam foi fundado em setembro de 2004, nesta época, o endereço era uma mochila – onde tinha o estatuto e ata de fundação – e conhecido como um ING (“Indivíduo Não Governamental”). No início, foi muito difícil até a aprovação do primeiro projeto financiado, mas nada que desestimulasse a vontade de implementar uma economia mais sustentável para a floresta e as comunidades.

Qual é o maior desafio de gestão que vocês têm hoje? E os planos para esse ano e próximo? Atualmente, podemos falar que nosso maior desafio é a dificuldade de manutenção institucional, isto é, não queremos ser uma organização “projetizada”, mas atuar em rede de impacto para fortalecimento (e cumprimento) do nosso propósito: promover soluções criativas para os desafios sociais e ambientais que impactam, principalmente, os povos mais vulneráveis da floresta. E para isso, a gestão precisa ser diversa, inclusiva, transparente e multicultural: esse é o nosso jeito idesânico. Sobre os nossos planos, o cenário pandêmico exigiu de nós uma mudança completa, não apenas de posicionamento e práticas de limpeza, mas de planejamento. Ações de campo foram adiadas, atividades interrompidas, eventos foram transformados em ‘lives’. Neste ano, a palavra que conduz nossos planos é a reinvenção com a força e a coragem para enfrentar novos e velhos desafios: mitigação das mudanças climáticas, produção rural sustentável, bioeconomia, manejo e tecnologias florestais, negócios de impacto, por exemplo. Para os próximos anos, nosso objetivo será investir em consolidar um departamento de captação de recursos para fortalecimento institucional, visando assegurar a saúde financeira da instituição e disseminar a ideia de que a doação é um ato de cidadania, que tem resultados para o coletivo.

Conta pra gente o maior orgulho do trabalho? O Idesam é uma força amazônica, lutamos há mais de 15 anos pela conservação e desenvolvimento sustentável da floresta e suas populações. Assim, nosso maior orgulho é a nossa jornada, além do apoio da sociedade civil. Um exemplo disso foi o reconhecimento do Idesam como a melhor organização ambiental do Brasil pelo prêmio Melhores ONGs 2020 e, além do prêmio de destaque na categoria Meio Ambiente, o Idesam recebeu ainda a honraria de melhor ONG de toda a Região Norte. Isso significou para nós uma consagração de um trabalho feito com seriedade, compromisso e muito amor. Avante!

Foto: Idesam

Veja também: